29 abril 2014


 Autor(a): E.L James    Editora: Intrinseca     Nota: ★★★


Sinopse:
Extremamente sedutor, enigmático, cheio de mistérios e completamente apaixonante. Nestas poucas palavras exprimo tanto a essência do livro, quanto de seu personagem principal Christian Grey. Cinquenta Tons de Cinza conta a história de amor e vida de Anastasia Steele e Christian Grey. Ana É nossa mocinha, atrapalhada por natureza, desastrada, bonita, inteligente, e uma pessoa comum a nossos olhos tem 21 anos e está para se formar em Literatura, garota pacata que teve uma vida quase nula no quesito relacionamentos, porem de forte personalidade.
Ana tem uma grande amiga, Kate que está se formando em jornalismo, e no dia de uma grande entrevista, acaba por ficar doente. Ana apesar de relutante decide ir em seu lugar para ajudá-la, sem nem imaginar o que a espera.
Christian Grey o empresário magnata, lindo, solteiro mais cobiçado do momento  muito rico que será o entrevistado. Após a estranha entrevista, Grey vira uma sombra, aparecendo em todos os lugares perto de Ana, a seduzindo a todo momento. Mas ao se aprofundar nesse relacionamento, ao invés de receber “corações e flores” como ela queria, ela recebe uma ”proposta” que vai mudar toda sua vida.

Então galera, esta trilogia foi alvo de um tremendo alvoroço entre a mídia e os leitores. São livros que sofreram muitas críticas mas também já ouvi muitos elogios. Eles são direcionado ao público feminino, mas sinceramente, não vejo nada de mais em um homem ler, até porque é uma leitura bem diferente e com certeza da bastante curiosidade.

Os livros falam de um sádico que já teve varias submissas em sua vida de uma mulher que, para mim, tem uma personalidade meio duvidosa. Nesse meio eles se conhecem e ela acaba sendo atraída pelo jeito de sedutor extremamente lindo do Christian, porem ela não aceita o estilo de vida dele.
No início eu cheguei a pensar que ele era ninfomaníaco (para quem não sabe, é uma doença psicológica relacionada ao sexo, a pessoa não se controla em suas vontades carnais e seja em público ou não, com qualquer pessoa ela não consegue impedir seus distúrbios ninfomaníacos. Aconselho que façam uma pesquisa sobre isso para entender melhor o termo.), mas depois eu vi que ele era apenas um sádico muito charmoso. Eu realmente me assustei com o tipo de conteúdo do livro, até porque é bastante explícito e eu, em particular, nunca tinha lido nada relacionado, demorei um pouco para ler o primeiro porque eu me sentia envergonhada, sério, por estar lendo aquilo, mas ao decorrer da historia o conteúdo literário foi aumentando e a história foi se desenvolvendo mais para o lado obscuro do Christian (isso já no segundo livro). Os três livros tem temas um pouco diferentes, mas claro, sem tirar o conteúdo principal que é o sexo. O primeiro, como eu disse é o que mais contém informações sexuais ao decorrer da história, é mais o enredo de tudo. O segundo (Cinquenta Tons mais Escuros ) mostra explicações o que fez o pobre e lindo Christian se tornar uma pessoa "obscura", já o terceiro livro (Cinquenta Tons de Liberdade) contém um prévio romance, o que eu achei bem fofo porque não dava pra imaginar muito romance nessa trilogia.
E só pra finalizar, o meu ponto negativo, que me fez tirar pontos desses livros foi a parte da Anastasia ficar falando consigo mesma se referindo como "eu e minha deusa interior e bla bla bla", isso foi realmente irritante na minha opinião e por ser meio superficial, mas na leitura em geral eu gostei :)
Beijos !!*

6 comentários:

  1. Não sabia q o livro era desse jeito vc me fez ter um ponto de vista diferente e não preconceituoso posso assim dizer do livro , então valeu kkkkkkk acho q ele entrara na minha lista de leituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te tirei do preconceito kkk
      beijos!!*

      Excluir
  2. Não gostei muito dessa trilogia '-', achei muito superficial, mas bem, gosto é gosto ner rs

    http://pequenamiia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gostei tanto assim, mas é bem diferente :)
      Beiijos!!*

      Excluir
  3. Quando a trilogia foi publicada aqui no Brasil, eu esperei todo aquele alvoroço diminuir para ler o primeiro livro e, quando fiz isso, quase não consegui terminá-lo... Não curti a personagem principal, aliás, nenhum personagem me cativou, daí a leitura ficou muito arrastada. É interessante saber que o segundo volume tem uma história mais trabalhada, mas com certeza não é uma leitura que eu queira fazer. De qualquer forma, curti a resenha!! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Jessica, como eu disse.. Tambem custei a ler o primeiro. A Ana também me irritou, mas ao longo da história as coisas mudam um pouco.
    Que bom que gostou, obriada :)
    Beijos!!*

    ResponderExcluir

Nossos Favoritos

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.

Galerinha do Blog

Tradutor